jusbrasil.com.br
30 de Março de 2020

Visitantes e as Áreas Comuns do Condomínio

Mayara Silva, Advogado
Publicado por Mayara Silva
há 4 meses

As regras para visitas, devem seguir o estabelecido no Regimento Interno do condomínio.

Em caso de festa, é importante que os condôminos deixem na portaria uma lista de convidados, com nome completo e número do RG, para conferência. Além disso, o morador deve comunicar aos porteiros, o nome das empresas que irão fazer a entrega de encomendas.

O condômino deve observar o horário de silêncio estabelecido no regimento interno, comunicando previamente aos convidados sobre a hora de início e término da festa.

É recomendável que o síndico oriente os funcionários e os condôminos, para que se evite a circulação livre dos convidados em outras áreas comuns do condomínio.

Já as entregas “delivery”, a maioria dos condomínios proíbe a entrada dos entregadores no local, exigindo que os condôminos retirem na portaria.

No caso de condôminos que fazem home-office, não se pode usar áreas comuns, como hall de entrada ou salão de festas, para reuniões de trabalho, a não ser que o condomínio disponha de espaço destinado a esta finalidade.

Do mesmo modo, não é permitido nos condomínios atividades econômicas, que gerem consumo de gás ou de água se a cobrança desses itens for coletiva. Assim como não é permitido realizar qualquer atividade comercial que gere excesso de barulho ou presença de prestadores de serviço em horários fora do permitido pelo condomínio.

O uso de áreas comuns:

As normas sobre o uso de áreas comuns por visitantes em condomínios devem constar no regimento interno. Em geral, é aceitável que elas possam utilizar tais áreas, desde que acompanhadas e supervisionadas pelo condômino, e que não privem outros moradores da utilização das áreas de lazer.

As áreas comuns pertencem a todos os condôminos do condomínio, sendo assim, as visitas não podem atrapalhar o usufruto dos demais proprietários sobre piscinas, academia, salão de festas etc. Da mesma forma, é preciso controlar ruídos e horários.

Regras abusivas:

– Vetar a presença dos filhos de zelador quando morar no condomínio.V

– Vetar o uso da piscina a empregados que residem com seus patrões.

Quer saber mais sobre o assunto? Clique no link:

https://www.mayarasilva.adv.br/visitanteseas-areas-comuns-do-condomínio/

Em caso de dúvida estou a disposição, e para ficar por dentro das próximas publicações me siga!

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Moro em uma casa. Sei que tenho obrigações sociais com os vizinhos, como barulho excessivo entre outras....mas a liberdade é muito superior comparada a um prédio de apartamentos. Tudo graças ao grande paradigma criado pela falta de segurança. Paga-se por uma fração de terreno, grande ilusão de que se esta comprando um imóvel (pra mim é relativo) valores absurdos de condomínios para se obter uma (falsa) sensação de segurança e ainda uma enorme perda de liberdade. Ahh!! mas não é só isso, tenho um cara que limpa meu jardim, abre o portão pra mim, cuida do jardim !!!
Um dos poucos países no mundo com esta imensa inversão de valores. Isso ocorreu na Europa...mas em meados do século XV. continuar lendo

Exatamente seu Anezio, morar em condomínio é dividir sua privacidade com os outros, principalmente quando se tem uma área privada que lhe faz pagar mais caro o condomínio e você tem os mesmos direitos, e mais, paga despesas para os outros no famoso rateio fração ideal, mesmo que esta área não cause despesas maior ao condomínio, ela é sua por compra e escriturada, a famosa taxa do olho gordo.
Morar em casa, investindo na segurança ainda é mais tranquilo, você não depende de outros respeitar as normas, principalmente visitas, festas e pessoal de Fest food. continuar lendo